As escolhas de cada um

E alguns finais de semanas atrás foi pautado por dois únicos assuntos.

Um deles, a aprovação do casamento gay pelo país de maior potência mundial: EUA.

É… As opiniões a favor ou contra estão a todo vapor.

Eu, sempre fui a favor do amor em todas as suas formas e sempre considerei que todas as formas fossem válidas. E por que não?!

Na verdade, o problema todo está baseado em os Estados Unidos terem aprovado uma lei como esta e tantos de nós, termos aplaudido de pé.

Sim, e sabem por quê?!

Porque acreditamos acima de tudo que com isto, o preconceito talvez seja um pouco quebrado, mesmo sabendo que o ódio talvez só aumente.

De qualquer maneira, o país aprovou algo que considerou justo, como já havia sido feito em muitos outros países.

Entretanto, maior ainda do que a quebra do preconceito e talvez mais importante, é que as decisões alheias possam ser respeitadas.

E quando digo respeitadas, digo tanto pelo lado dos que não aceitam, quanto pelo lado dos que aceitam.

Como humanos, somos seres egoístas, problemáticos, mesquinhos, individualistas e por isto e um milhão de outras coisas, não temos sequer a capacidade de julgar qualquer outro de nós. Isto cabe a Deus para quem acredita em sua existência e para quem não, cabe a qualquer outro ser existente no universo, menos a nós.

Ficarmos nos atacando, envolvendo religiões ou opiniões próprias não levará ninguém a lugar nenhum.  Ficarmos utilizando as redes sociais para dizer que quando forem lutar pelas crianças da áfrica que estão morrendo de fome, também não mudará nada… E sabe por quê?!

Porque acreditamos que pensamos no outro quando na verdade, nunca nos importamos ou paramos para pensar em como aquelas pessoas sobrevivem todos os dias, por tantos anos. Se você realmente se importa de verdade, por que nunca levantou a porra da tua bunda do sofá e fez alguma coisa por aquelas pessoas?! Está esperando quem ajudar…?! Está esperando o que para ajudar…?! E por que não ajudou antes?!

… Pensem antes de falar que fariam ou farão, quando duvido que vendam os seus carros, ou deixem de fazer as suas viagens caras para colaborar com ações sociais que alimentem ou reduzam no mínimo, a dor destas pessoas…

Por favor… Sem hipocrisia.

Estamos cansados de blá, blá, blá…

A questão é que isto é uma escolha. Isto não é uma doença e não tem cura ou remédio para tratar o tal male… São escolhas. E cabe a cada um escolher o que considera melhor para si, o melhor caminho a seguir e como viver.

Não me interessa o que você acha ou o que a bíblia disse. Eu nem sei quem a escreveu… Ouvi dizer que Jesus era casado com Maria Madalena… E se foi?! Qual o problema?! Ele era homem e tinha o direito como qualquer outro de nós. E isto também não é problema nosso.

Estas pessoas, tem os seus direitos como qualquer um de nós. Eles acordam cedo, trabalham, tem suas famílias, carreiras, pagam suas contas e impostos, colaboram com o crescimento do país e merecem ser felizes com as escolhas que fizerem.

Acima de tudo merecem que suas escolhas sejam respeitadas. Suas opiniões sejam respeitadas. Como costumam respeitar a cada um de nós.

 

CintiaOlimpio

CintiaOlimpio

Eu sou uma misturinha de tudo...
Loucura, sensatez, bagunça e lucidez...
Tem um pouco de mim aqui... Outro tanto acolá e muito espalhado por aí.
Sou uma mistura de sol, vento, brisa e mar...
Vezes calmaria e outras ventania... Menina.
Apaixonada pelas palavras, pelos sorrisos alheios, por mãos e por costas... Por mentes brilhantes também.
Devoradora de livros e um tanto desequilibrada quando se trata de natureza, esportes radicais e liberdade.
Escolhi os números como profissão, mas tenho descoberto que posso ser bem mais do que isto... Posso me tornar o que eu quiser... E provavelmente, me tornarei um tanto de outras coisas!!!
CintiaOlimpio

Últimos posts por CintiaOlimpio (exibir todos)

Deixe uma resposta