Atrocidades

Acho que já perdemos a conta da quantidade de moradores de rua assassinados em todo o país.

Perdemos também há muito tempo, o respeito ao próximo.

Agora me pergunto o por quê?!

Estas pessoas já têm tão pouco…

Já vivem de maneira tão degradante…

Existe mesmo a necessidade de serem humilhados ainda mais?!

Existe mesmo a necessidade de terem suas vidas exterminadas como bichos, por seres da mesma espécie que se acham superiores apenas por terem uma vida melhor?!

Por que eles ou a maneira como vivem incomodam a tantas pessoas?!

Mais uma vez, tivemos que presenciar no mês passado, um índio morador de rua ser espancado até a morte, sem poder se defender, por um garoto destemido e provavelmente macho pra caralho, que o fez, logo que este adormeceu, anoiteceu, as ruas estavam vazias e por alguma razão, foi muito valente a ponto de esconder o rosto e esconder-se em pele de cordeiro.

Ainda me pergunto, se ele fez isto para sentir se melhor. Será?!

Será que ele quer viver a vida de maneira tão intensa que precisava mostrar para si mesmo o quanto possui em suas mãos o poder de tirar a vida de quem bem entender?!

Pois é… Este indivíduo agrediu e consequentemente assassinou um homem, que por algum motivo, não tinha um lar, mas que era conhecido pelas pessoas que circulavam o local diariamente, como uma pessoa pacífica, tendo como único problema, a bebida.

Bebida que provavelmente neste dia, havia feito-lhe companhia, a ponto de torná-lo extremamente vulnerável… Aquém do que já são os moradores de rua, por viverem de tal maneira.

Intolerância é o que está escrito em alguns jornais… Sério?! Caso de intolerância?!

Este índio… Este homem… Este ser humano, teve afundamento de crânio, devido à quantidade de chutes recebidos na cabeça enquanto dormia.

Intolerância… Palavra bonita… Típica palavra utilizada por pessoas covardes.

Pessoas que não tem coragem de encarar o mundo de frente ou enfrentar alguém no mínimo, com a mesma capacidade de discernimento, tamanho e em sã consciência.

Este homem, agora morto, deveria ter suas razões para estar onde estava e vivia de acordo com a constituição… Tinha o direito de ir e vir (liberdade de locomoção).

… Agora, não o tem mais. Foi privado do pouco que tinha.

É uma pena… E uma pena maior ainda, é saber que provavelmente, este caso não tenha solução. Ainda pior, caso venha a ter, amanhã, este sujeito estará novamente solto às ruas, gozando de sua liberdade, como se nada tivesse feito ou acontecido e vivendo entre nós, propício a cometer o mesmo crime novamente porque muitos de nós, não saberemos quem ele é e mal nos lembraremos do ocorrido.

Lamentável!!!

CintiaOlimpio

CintiaOlimpio

Eu sou uma misturinha de tudo...
Loucura, sensatez, bagunça e lucidez...
Tem um pouco de mim aqui... Outro tanto acolá e muito espalhado por aí.
Sou uma mistura de sol, vento, brisa e mar...
Vezes calmaria e outras ventania... Menina.
Apaixonada pelas palavras, pelos sorrisos alheios, por mãos e por costas... Por mentes brilhantes também.
Devoradora de livros e um tanto desequilibrada quando se trata de natureza, esportes radicais e liberdade.
Escolhi os números como profissão, mas tenho descoberto que posso ser bem mais do que isto... Posso me tornar o que eu quiser... E provavelmente, me tornarei um tanto de outras coisas!!!
CintiaOlimpio

Últimos posts por CintiaOlimpio (exibir todos)

Deixe uma resposta