Cinemark – Legenda x Dublado

Gostar de filmes legendados é uma particularidade minha. Primeiro porque gosto de ouvir a voz real do personagem, segundo porque acabo sempre aprendendo alguma palavra ou pronuncia nova e terceiro porque normalmente, a legenda se aproxima realmente do que foi falado.

Apesar de não ser frequentadora assídua de salas de cinema, nas últimas vezes em que resolvi encarar uma sessão, me deparei com este problema.

Lembro- me de esperar passar um pouco a euforia por “Fast and Furious 7” e já estar com os ingressos em mãos, mas não encontrar uma sala disponível próxima a mim em que houvesse o filme legendado; apenas dublado.

E é aí que entra o Cinemark. Eu havia reparado que os poucos filmes legendados eram em salas de shoppings melhores localizados. Então, resolvi escrever ao Cinemark e pontuar a minha observação.

Prontamente eles me responderam e informaram que dependia muito da procura do público.

Presume-se então que muitos dos que residem do lado leste de Sampa, como ouvi muitas vezes, não tem o costume ou não gostam de ler ou não conseguem assistir aos filmes e ler ao mesmo tempo…

… O que é lamentável.

Os caras até se dispuseram a fazer uma redistribuição melhor entre filmes legendados e dublados, mas pelo que acompanhei algum tempo depois, nada havia mudado.

E por que mudaria?!

Antes que me critiquem, digo que não estou aqui para apontar o dedo a ninguém ou recriminá-los por não ter este hábito… Mas, como acabei de dizer, é um hábito.

Contudo, o problema, não é você não gostar de ler… Acredite.

A maneira como você fala ou escreve, acaba se tornando também um problema para outros residentes deste lado. Porque indiretamente, todos são atingidos por padrões, ou melhor, acabam sendo classificados injustamente, simplesmente por residir nesta região.

Olha só.

Recentemente, foi veiculada uma matéria com o seguinte título: “Pesquisa escancara luta de classes por legendas na TV paga”.

O texto é explanado da seguinte maneira: “Uma pesquisa feita pelo Ibope para a PTS, empresa que monitora o mercado de televisão por assinatura, revela uma espécie de luta de classes em torno da programação da TV paga. A preferência por programas dublados e legendados divide os telespectadores em dois grupos: pobres e ricos. A pesquisa explica porque muitas programadoras, como HBO e Telecine, têm versões de canais somente com conteúdo dublado. Explica também porque as programadoras são bombardeadas quando exibem programas sem áudio original ou desabam no Ibope quando optam por não dublar séries e filmes”.

E continua… “De acordo com a pesquisa, a classe A, a mais rica, prefere programas legendados (46%). Já na classe C, a emergente, somente 14% apreciam legendas; a grande maioria (64%) quer mesmo é ver programa dublado em português.

Com o crescimento do poder aquisitivo nos últimos anos, a TV por assinatura cresceu principalmente na classe C. Hoje, ela é maioria. Na média geral, 58% dos que pagam para ver televisão preferem programas dublados. Só 20% fazem questão de ver programas com legendas em áudio original (quase sempre, em inglês)”.

Pois é… Aparentemente, isto se tornou um costume; e será mais um indicador de diferenças entre “estes e aqueles”.

Parece-me que esta discrepância existirá para todo o sempre.

Em razão disto, remarei ao contrário.

Eu voto por um mundo com mais livros… E mais legendas; seja nos cinemas, na tv ou na vida!!!

CintiaOlimpio

CintiaOlimpio

Eu sou uma misturinha de tudo...
Loucura, sensatez, bagunça e lucidez...
Tem um pouco de mim aqui... Outro tanto acolá e muito espalhado por aí.
Sou uma mistura de sol, vento, brisa e mar...
Vezes calmaria e outras ventania... Menina.
Apaixonada pelas palavras, pelos sorrisos alheios, por mãos e por costas... Por mentes brilhantes também.
Devoradora de livros e um tanto desequilibrada quando se trata de natureza, esportes radicais e liberdade.
Escolhi os números como profissão, mas tenho descoberto que posso ser bem mais do que isto... Posso me tornar o que eu quiser... E provavelmente, me tornarei um tanto de outras coisas!!!
CintiaOlimpio

Últimos posts por CintiaOlimpio (exibir todos)

Deixe uma resposta