Timberlake x Mars

Antes de findar o ano, muito se especulou sobre os lançamentos musicais que ocorreriam no início de 2018, mas não exatamente sobre o cenário musical mundial e sim “about” Justin Timberlake e Bruno Mars ou vice-versa.

A questão é que o ano começou e com todas as expectativas lá em cima sobre os dois cantores que todos insistem em comparar com “Michael Jackson” e/ou renomeá-los de reis do pop, tiveram cada qual o seu momento de estrelato, quando foram divulgadas suas mais novas composições.

Filthy and Finesse (há dois dias – 05/01/2018).

Confesso que estava curiosíssima… E ao mesmo tempo com medo de que os dois decepcionassem (a mim).

A quem me acompanha ou me conhece, sabe que sou apaixonada pelo Justin Timberlake desde a época do N’sync; paixão que nunca chega ao fim. Tanto que em 2013 fui ao RIR (sozinha) para vê-lo e em 2017 (com ingresso e passagem comprada) forças maiores me impediram, mas que me deixaram extremamente magoada por não ter podido sentir o gostinho do bis, que amargava desde aquela data e que havia sido sensacional.

Quanto ao Bruno Mars, confesso que carrego em mim uma admiração indefinida. Se conheço as canções dele…?! Poucas.

Quando de sua aparição, cheguei a baixar alguns de suas canções e tentar ouvi-las algumas vezes, mas admito que por alguma razão – não sei explicar – nunca conseguia escutá-lo; aquilo parecia muito chato em meus ouvidos e logo acabei excluindo a maioria de suas músicas, com exceção de Valerie (que ele interpretou lindamente em homenagem à inesquecível Amy), Again e The Lazy Song.

Canções que apesar de fazerem parte da minha playlist, não são lá muito executadas. Mas fiz questão de mantê-las quietinhas ali; só não sabia até quando.

O fato é que as duas canções foram lançadas e sinceramente… As ouvi algumas vezes… Seguidas.

Vi os clipes, observei suas interpretações e cada detalhe de suas produções.

Inicialmente, “filthy” me soou estranha. Mas quando se ouve mais de uma vez, percebe-se que ela é uma delicinha.

Sério.

Diferente. E nunca seria igual a qualquer outra coisa que JT já tivesse feito, porque JT é assim. Surpreendente.

Não é à toa que este é apenas o seu quinto álbum solo, após quatro anós desde seu último lançamento (The 20/20 Experience), onde todas as suas músicas aleatórias tiveram uma explosão e que nunca o deixaram na mão…

Já “finesse” me conquistou na primeira vez que a ouvi. Que levada gostosa… E amo JT dançando; na verdade, o acho muito bom em tudo o que ele faz (talvez seja a cegueira do amor), mas admito que Bruno Mars faz aquilo com uma destreza que nos hipnotiza.

Ele é único. Ponto.

A questão é que os dois são incomparáveis.

Seja com seus trabalhos inicias (é notável a evolução de cada um desde o início de suas carreiras), seja em suas vidas pessoais ou em suas histórias.

Justin é Justin e Bruno é Bruno. Não existe e nunca existirá comparação que seja justa entre seus trabalhos ou sobre quem eles são.

Suas histórias são distintas e isto já é mais do que suficiente para distingui-los. São composições muito diferentes, mesmo que insistam em dizer que os dois sejam cantores de música pop.

Para mim, ficou mais do que claro que ambos são muito mais do que isto, independente do que todos digam… E mandaram bem prá caralho (sim, meninas de família também falam palavrão).

Michael era Michael, Timberlake é Timberlake e o Mars, ele mesmo.

O lance é colocá-los em suas playlist – como eu – e se divertirem. E só.

Enjoy!!! (abaixo seguem as duas canções). 😉

CintiaOlimpio

Eu sou uma misturinha de tudo...
Loucura, sensatez, bagunça e lucidez...
Tem um pouco de mim aqui... Outro tanto acolá e muito espalhado por aí.
Sou uma mistura de sol, vento, brisa e mar...
Vezes calmaria e outras ventania... Menina.
Apaixonada pelas palavras, pelos sorrisos alheios, por mãos e por costas... Por mentes brilhantes também.
Devoradora de livros e um tanto desequilibrada quando se trata de natureza, esportes radicais e liberdade.
Escolhi os números como profissão, mas tenho descoberto que posso ser bem mais do que isto... Posso me tornar o que eu quiser... E provavelmente, me tornarei um tanto de outras coisas!!!
CintiaOlimpio

Últimos posts por CintiaOlimpio (exibir todos)

Deixe uma resposta